blogue do mês :: blog of the month
publicidade :: ads

subscrever feeds

|
pub | ads



tags

# 004 (a)

# 004 (b)

# 009

# 014

# 015

# 016

# 019

# 021

# 023

# 025

# 026

# 027

# 028

# 030

# 031

# 033

# 034

# 039

# 040

# 041

# 044

# 045

# 046

# 047

# 049

# 050

# 052

# 055

# 056

# 057

# 059

# 061

# 062

# 065

# 066

# 067

# 068

# 070

# 071

# 072

# 074

# 077

# 078

# 082

# 088

# 089

# 091

# 093

# 094

# 098

# 106

# 111

# 115

# 116

# 117

# 118

# 120

# 122

# 123

# 125

# 126

# 127

# 128

# 129

# 130

# 137

# 138

# 142

# 146

# 150

# 151

# 152

# 155

# 156

# 157

# 159

# 162

# 166

# 167

# 168

# 169

# 170

# 172

# 174

# 175

# 176

# 177

# 178

# 180

# 181

# 187

# 188

# 189

# 193

# 194

# 202

# 204

# 205

# 213

# 216

# 220

# 221

# 234

# 235

# 237

# 240

# 241

# 242

# 244

# 250

2006 - 2007

2007 - 2008

2008 - 2009

2009 - 2010

2010 - 2011

2011 - 2012

amigos | friends

ateliermob at ...

blogue do mês | blog of the month

blogue | blog

coluna da direita | right column

competitions

conferências online | online lectures

contacto | contacts

design

diagramas | diagrams

direito à habitação

divulgação | release

emprego | job

entrevista | interview

equipa | team

filmes | movies

jovens arquitectos portugueses | young p

kidsmob

livros | books

media

música | music

notícia | news

novas práticas | new practices

novos arquitectos | new architects

prémios | awards

press release

projectos | projects

reflexões | thoughts

sobre | about

sondagem | poll

video

working with the 99%

workshops

todas as tags

arquivos :: archives

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

ajudas | support
Site Meter



Terça-feira, 29 de Março de 2011
ateliermob, às 11:40 | comentar :: comment | 2011.03.29

Por Tiago Mota Saraiva - também aqui

 

A atribuição do Pritzker a Eduardo Souto Moura é um prémio justíssimo para a carreira de um atelier. Digo atelier e não arquitecto pois, ao contrário dos casos de Siza, Zumthor ou Mendes da Rocha, neste caso, premeia-se sobretudo a obra de uma entidade por onde têm passado muitos dos melhores arquitectos de várias gerações. De memória, sem rigor cronológico e esquecendo, involuntariamente, tantos outros recordo-me de Paula Santos, Francisco Vieira de Campos, Graça Correia, David Adjaye ou Pedro Mendes... entre tantos outros.

Mas esta também é uma vitória que tem de ser partilhada com a Escola (com "E" grande só pode ser a do Porto). Carlos Ramos, Fernando Távora e Siza Vieira (Álvaro Siza para consumo internacional) e Souto Moura (Souto de Moura para consumo internacional) fazem parte de uma estrutura de sucessão, fortemente defendida e construída por figuras menos conhecidas mas importantíssimas na arquitectura portuguesa do séc. XX como Alexandre Alves Costa, Domingos Tavares e Nuno Portas.

A este lisboeta formado para combater a Escola do Porto, não lhe resta muito mais do que afirmar a sua excepcionalidade na arte de se continuar a recriar, produzindo profissionais para o mundo a um nível apenas equiparável, em Portugal, às escolas do Sporting dos anos 80/90 com Figo, Simão, Nani ou Cristiano Ronaldo - com a vantagem do elo escola-profissão nunca se ter quebrado.

A obra premiada é absolutamente extraordinária, até porque, desenvolvida na sua maioria em Portugal. Ao contrário do que sucede com Siza, todas as mais relevantes obras de Souto Moura foram realizadas em Portugal. Aliás, o país é bem caracterizado pela forma como o próprio relata publicamente como lhe foi entregue o projecto do Estádio do Braga a partir de um telefonema de Mesquita Machado ou pelo seu comentário ontem à noite na RTP2, esperando que este prémio lhe traga algum trabalho.

Souto Moura gosta de caracterizar a obra do seu atelier como de arquitectura anónima, o que não é bem verdade.

Como não podia deixar de ser a obra premiada conta com altos e baixos, mas não posso deixar de me associar ao coro que destaca o Estádio do Braga como uma obra maior ou a importância urbana do Metro do Porto. Talvez quebre a unanimidade quando considero representações menores algumas das suas casas para uma certa burguesia e, em especial, para a que se projecta para a estrela do Real Madrid CR7 - que o Francisco Vale aqui publica.

Mas este também é um prémio para o Eduardo que, ainda na Escola, apresentava um belíssimo projecto ao concurso para um Monumento ao General Humberto Delgado (1979) que aqui deixo a imagem de uma maqueta retirada da lista de projectos de uma monografia publicada pela velhinha e saudosa Blau:

 

 

Por fim concluiria dando nota da célebre decisão de Saramago quando, após o Nobel, deixou de aceitar prémios numa sábia decisão que lhe poupou tempo, elogios palermas e muitos convites para eventos sociais em torno do seu nome. Muito gostaria que Siza e Souto Moura tivessem a mesma clarividência para que a sua arquitectura não seja canibalizada pelos mestres de circunstância.



1 comentário:
De marcos a 5 de Abril de 2011 às 16:26
Não existe escola do porto, e a existir já desapareceu. Com E grande?! Por favor, isso é que é canabalizar. Será que Siza, ou mesmo o E S Moura fazem parte de uma escola, ou lideram-na? A obra de Siza é o maior embaraço que existe para quem crê numa Escola do Porto. Parabens ao Senhor Eduardo


Comentar post

_ Prémio Excelência 2016 - Reabilitação


ateliermob - arquitectura, design e urbanismo lda.
[PT]
Plataforma multidisciplinar de desenvolvimento de ideias, investigação e projectos nas áreas da arquitectura, design e urbanismo. É assim que tudo costuma começar. A partir daí trabalha-se tudo o resto. Só é impossível o que não entusiasma, o que não é criativo, o que nos afasta das pessoas.
[saber mais]

[ENG]
Ateliermob is a multidisciplinary platform which develops projects, ideas and research within architecture, design and urbanism. This is the way it usually starts. From this point, everything is worked out. The impossible is to work on the unexciting, on the uncreative, on what diverges from people needs.
[+ info]
ateliermob @ facebook
International internship program at ateliermob
ligações :: links
ateliermob: What ever happened?


+ videos
Tanto Mar


+ info
subscrever | subscribe

email para actualizações :: email for updates
By Feedburner