blogue do mês :: blog of the month
publicidade :: ads

subscrever feeds
Destaques :: Top Stories

O ateliermob desenvolve as propostas apresentadas pelos cidadãos para a cidade de Aveiro
Ateliermob is developing proposals presented by the people for Aveiro
#284

Cooperativa Trabalhar com os 99% está a assessorar o Fundo gerido pela Fundação Calouste Gulbenkian na reabilitação das áreas ardidas em Portugal no decorrer de 2017
Working with the 99% is advising the Fund managed by Fundação Calouste Gulbenkian for the reconstruction of the burned areas by the fires occured in Portugal during 2017
#278
#283

Novo Cemitério Municipal de Moura - 1ª fase - prestes a ir para concurso público de empreitada
New Moura's Cemetery - 1st phase - under procurement contractor procedures
#044
#059

Reabilitação urbana do Alto do Seixalinho
Urban renovation of Alto do Seixalinho
# 258

ateliermob projecta a reconversão de 5 escolas no concelho de Tomar em habitação municipal
ateliermob is designing the reconversation of 5 former basic schools at Tomar in to public housing
# 222

Adjudicada a reabilitação do Salão Central Eborense em Évora
Hired to "Salão Central Eborense" renovation in Évora
# 230
pub | ads



tags

# 004 (a)

# 004 (b)

# 009

# 025

# 028

# 030

# 033

# 040

# 050

# 059

# 061

# 068

# 074

# 078

# 094

# 118

# 123

# 151

# 152

# 155

# 156

# 169

# 170

# 174

# 180

# 189

# 194

# 202

# 204

# 237

# 264

# 278

ateliermob at ...

blogue do mês | blog of the month

blogue | blog

conferências online | online lectures

design

divulgação | release

emprego | job

jovens arquitectos portugueses | young p

kidsmob

livros | books

media

música | music

notícia | news

novos arquitectos | new architects

prémios | awards

reflexões | thoughts

video

working with the 99%

todas as tags

arquivos :: archives

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

ajudas | support



Sexta-feira, 21 de Outubro de 2011
ateliermob, às 17:55 | comentar :: comment | 2011.10.21

With banks reluctant to make loans, architecture firms are getting creative when it comes to raising capital.

Justin Larson’s firm in Fort Collins, Colo., found itself in a situation facing many small offices at the end of 2009: There just wasn’t enough work to sustain his moderate practice. His bank was steadily reducing his line of credit, and he eventually had to lay off most of his staff. Larson wasn’t alone. A competing firm in Fort Collins was also struggling through the recession. Rather than competing against one another for diminishing commissions, the two firms merged earlier this summer.

Their new firm, Vaught Frye Larson Architects, now employs 12 full-time staffers, and work is streaming in.

“We’ve been capturing more market share just because of the intertwined strength that potential clients see as a result of the merger,” Larson, AIA, says.

It’s true that the Architecture Billings Index was down for four successive months until an upswing in August, and that the economic slump seems to be dragging on. But while some firms are eyeing a belt-tighteningly uncertain near future, others see an opportunity to grow. Some, such as Larson’s, had to shrink first in order to grow, but many are approaching a down market with confidence and optimism. Is this the right time to run to the bank for a loan to expand?

 

read more )

 


[original here]




Terça-feira, 29 de Março de 2011
ateliermob, às 11:40 | comentar :: comment | ver comentários (1) | 2011.03.29

Por Tiago Mota Saraiva - também aqui

 

A atribuição do Pritzker a Eduardo Souto Moura é um prémio justíssimo para a carreira de um atelier. Digo atelier e não arquitecto pois, ao contrário dos casos de Siza, Zumthor ou Mendes da Rocha, neste caso, premeia-se sobretudo a obra de uma entidade por onde têm passado muitos dos melhores arquitectos de várias gerações. De memória, sem rigor cronológico e esquecendo, involuntariamente, tantos outros recordo-me de Paula Santos, Francisco Vieira de Campos, Graça Correia, David Adjaye ou Pedro Mendes... entre tantos outros.

Mas esta também é uma vitória que tem de ser partilhada com a Escola (com "E" grande só pode ser a do Porto). Carlos Ramos, Fernando Távora e Siza Vieira (Álvaro Siza para consumo internacional) e Souto Moura (Souto de Moura para consumo internacional) fazem parte de uma estrutura de sucessão, fortemente defendida e construída por figuras menos conhecidas mas importantíssimas na arquitectura portuguesa do séc. XX como Alexandre Alves Costa, Domingos Tavares e Nuno Portas.

A este lisboeta formado para combater a Escola do Porto, não lhe resta muito mais do que afirmar a sua excepcionalidade na arte de se continuar a recriar, produzindo profissionais para o mundo a um nível apenas equiparável, em Portugal, às escolas do Sporting dos anos 80/90 com Figo, Simão, Nani ou Cristiano Ronaldo - com a vantagem do elo escola-profissão nunca se ter quebrado.

A obra premiada é absolutamente extraordinária, até porque, desenvolvida na sua maioria em Portugal. Ao contrário do que sucede com Siza, todas as mais relevantes obras de Souto Moura foram realizadas em Portugal. Aliás, o país é bem caracterizado pela forma como o próprio relata publicamente como lhe foi entregue o projecto do Estádio do Braga a partir de um telefonema de Mesquita Machado ou pelo seu comentário ontem à noite na RTP2, esperando que este prémio lhe traga algum trabalho.

Souto Moura gosta de caracterizar a obra do seu atelier como de arquitectura anónima, o que não é bem verdade.

Como não podia deixar de ser a obra premiada conta com altos e baixos, mas não posso deixar de me associar ao coro que destaca o Estádio do Braga como uma obra maior ou a importância urbana do Metro do Porto. Talvez quebre a unanimidade quando considero representações menores algumas das suas casas para uma certa burguesia e, em especial, para a que se projecta para a estrela do Real Madrid CR7 - que o Francisco Vale aqui publica.

Mas este também é um prémio para o Eduardo que, ainda na Escola, apresentava um belíssimo projecto ao concurso para um Monumento ao General Humberto Delgado (1979) que aqui deixo a imagem de uma maqueta retirada da lista de projectos de uma monografia publicada pela velhinha e saudosa Blau:

 

 

Por fim concluiria dando nota da célebre decisão de Saramago quando, após o Nobel, deixou de aceitar prémios numa sábia decisão que lhe poupou tempo, elogios palermas e muitos convites para eventos sociais em torno do seu nome. Muito gostaria que Siza e Souto Moura tivessem a mesma clarividência para que a sua arquitectura não seja canibalizada pelos mestres de circunstância.



Quarta-feira, 3 de Novembro de 2010
ateliermob, às 14:47 | comentar :: comment | 2010.11.03

 

[ENG] Crises is creating opportunities on architecture. This is not the generic statement of one bank focused on real estate investments. Low budget and sustainable urban experiences are changing lives and getting the attention of the world. Starchitects are loosing pages on books and magazines for large social interventions by unknown social architects. “Small Scale Big Change - New Architectures of Social Engagement” at MoMA (thanks to Maria de Morais) is the last example of that.

In Portugal we are still celebrating SAAL (1975) and its architects. Architect's new social engagement worldwide might take a decade to be considered at national media or at the official Portuguese representations, although the most interesting new offices are already working on it.



Quarta-feira, 2 de Dezembro de 2009
ateliermob, às 10:41 | comentar :: comment | 2009.12.02

 

[PT] O Yearbook 08/09 - Arquitectura em Portugal, da Construir, já está à venda e conta com um texto do Tiago Mota Saraiva.

Ler:  )

 

Os projectos que integram a monografia são os seguintes:

Fundação Iberê Camargo - Siza Vieira;
Ar de Rio, no Porto - Guedes + DeCampos;
Incubadora de Empresas de Vila Verde -Contemporânea;
Hotel Rural do Paço do Pombeiro - EZZO;
Castelo de Castelo Novo, no Fundão - Luís Miguel Correia & Nelson Mota;
Arquivo Municipal de Loures - Fernando Martins e João Santa Rita;
Hotel Axis, em Viana do Castelo - Jorge Albuquerque;
Escola Secundária de D. Dinis, Lisboa - Ricardo Bak Gordon;
Escola da Música de Lisboa - João Luis Carrilho da Graça;
Pabellon Ayuntamiento de Madrid na Expo Zaragoza - Olga Sanina + Marcelo Dantas;
Casa Adpropeixe no Gerês - Carlos Castanheira;
Casa Dr. Reginaldo Spenciere - AUZPROJEKT;
Casa Monte em Grândola - Luis Pereira Miguel;
Casa em Arruda dos Vinhos - Plano B;
Cork House em Esposende - Arquitectos Anónimos.

 



Quinta-feira, 19 de Novembro de 2009
ateliermob, às 18:35 | comentar :: comment | 2009.11.19

[ENG] Some months ago, our friends from Various Architects (public congrats for the World Architecture Festival award!) shown us this great pre-casted structure from Snohetta.



Sexta-feira, 10 de Julho de 2009
ateliermob, às 13:16 | comentar :: comment | ver comentários (1) | 2009.07.10

“Internacionalizar” a treta, no 5dias por Tiago Mota Saraiva.



Segunda-feira, 30 de Março de 2009
ateliermob, às 14:31 | comentar :: comment | 2009.03.30

[PT] Esta é quase sempre das primeiras perguntas que arquitectos, na casa dos trinta, fazem quando se encontram. E as respostas não variam assim tanto. Há os que fugiram da profissão lançando-se noutros ofícios, os que fugiram do país para se lançarem na profissão e os que optaram por ficar no país e na profissão.
Os auzprojekt foram dos que ficaram e iniciaram a sua actividade profissional no séc. XXI. Não é difícil de imaginar que desde então batalhem diariamente por trabalho - leia-se projectos para obras de custos reduzidos. Nunca ninguém lhes fez chegar o convite para o fim de festa do Dubai, nunca representaram Portugal numa exposição internacional de arquitectura, nem integraram as comitivas de empresários “inovadores” nas visitas de Estado à China ou a outras países com que Portugal pretenda fazer negócio.
Os auzprojekt sempre trabalharam com custos controlados e da crise fizeram o seu alimento. À margem de outros, que repetindo os clássicos do final do séc. XX desenvolvem imagens, fachadas e imaterialidades esperando eternamente o reconhecimento da estratosfera mediática, os auzprojekt retomam o inevitável papel social do arquitecto recolocando a prática de projecto no campo das ideias de onde nunca devia ter saído.
E será que alguma vez saiu?

Tiago Mota Saraiva

(Texto sobre o atelier Auzprojekt publicado na A21, Março 2009, nº 2 sobre "Crise")

 

[ENG] Text by Tiago Mota Saraiva about Auzprojekt published at A21, March 2009, n. 2 "Crises". No english translation.



Terça-feira, 24 de Março de 2009
ateliermob, às 09:27 | comentar :: comment | ver comentários (1) | 2009.03.24

[PT] Na sequência deste post e procurando acompanhar o que se vai dizendo e fazendo sobre a matéria, informamos que a Ordem dos Arquitectos disponibilizou ontem, no seu site, um parecer do assessor jurídico da OA, sobre este assunto.



Segunda-feira, 16 de Março de 2009
ateliermob, às 15:09 | comentar :: comment | ver comentários (1) | 2009.03.16

[PT] Têm-nos contactado frequentemente sobre o que fazer.

Como aqui informámos, a velhinha Tabela foi substituida por um imenso vazio. Argumentou-se que era contra a legislação comunitária, mas ninguém nos diz onde é que está escrito que são proibidas tabelas de valores máximos.

Aliás, é estranho, que o Estado tenha tabelas para a função pública ou para advogados e solicitadores, e não as possa ter para os serviços de arquitectura. A nova lei, passa a permitir que o Estado adquira projectos por valores mais elevados e estimula que apareçam empresas/colegas a fazer tristes figuras.

Há uns tempos descobrimos esta tabela da Associação Portuguesa de Projectistas e Consultores. De qualquer forma parece-nos que a velhinha tabela de honorários ainda nos dá uma boa indicação, embora dependa muito do volume de obra em causa.

Estamos abertos a sugestões.



Quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2009
ateliermob, às 11:12 | comentar :: comment | 2009.02.11

[PT] Nicolai Ouroussoff no artigo “It Was Fun Till the Money Ran Out” publicado no New York Times, constata que arquitectos anteriormente considerados radicais, são hoje celebrados como figuras máximas da cultura mundial, projectando os mais luxuosos e exclusivos edifícios do Mundo. Com a crise mundial, Ouroussoff, teme que esses projectos não se concretizem.
Dois dias passados, Cameron Sinclair e Kate Stohr respondem a este artigo com uma carta aberta ao New York Times, intitulada “We Regret We Missed the Party. We Were Too Busy Working”, na qual defendem que, para lá da realidade das torres e dos edifícios de joalharia, existe uma revolução em curso que passa por uma emergente e anónima classe de arquitectos, mais preocupada em construir para a comunidade e em lidar com os desafios do futuro (alterações climáticas ou as cíclicas crises, por exemplo).
Interessa-me pouco fazer o julgamento dos arquitectos-estrela e dos seus aspirantes e divulgadores.
A partir desta polémica parece-me que, neste momento e em Portugal, a discussão determinante é sobre a escolha.
Como “prenda” de final de ano às empresas, o governo declarou a suspensão dos concursos que impliquem a selecção de trabalhos de concepção até ao valor de 206.000,00 €. Independentemente de outras questões resultantes desta decisão, o centro da lei de contratação pública de projectos de arquitectura deixa de ser “a solução” ou “o que se compra”, para nos cingirmos na selecção de “quem” queremos que faça. Mais uma vez, ir-se-á insistir na lógica do curriculum ou da amizade em detrimento de se seleccionar a ideia ou a proposta. Se os tempos de crise são historicamente épocas de criatividade e de construção de novos caminhos e soluções, parece que se continua a tentar fechar as portas do futuro.
Lembrando Abraracourcix, de Goscinny e Uderzo, vamos ver se o céu não nos cai sobre a cabeça.
Tiago Mota Saraiva
(publicado na revista "A21" - Janeiro de 2009)


[ENG] Article from Tiago Mota Saraiva published on "A21" - January 2009



Destaques :: Top Stories

O ateliermob desenvolve as propostas apresentadas pelos cidadãos para a cidade de Aveiro
Ateliermob is developing proposals presented by the people for Aveiro
#284

Cooperativa Trabalhar com os 99% está a assessorar o Fundo gerido pela Fundação Calouste Gulbenkian na reabilitação das áreas ardidas em Portugal no decorrer de 2017
Working with the 99% is advising the Fund managed by Fundação Calouste Gulbenkian for the reconstruction of the burned areas by the fires occured in Portugal during 2017
#278
#283

Novo Cemitério Municipal de Moura - 1ª fase - prestes a ir para concurso público de empreitada
New Moura's Cemetery - 1st phase - under procurement contractor procedures
#044
#059

Reabilitação urbana do Alto do Seixalinho
Urban renovation of Alto do Seixalinho
# 258

ateliermob projecta a reconversão de 5 escolas no concelho de Tomar em habitação municipal
ateliermob is designing the reconversation of 5 former basic schools at Tomar in to public housing
# 222

Adjudicada a reabilitação do Salão Central Eborense em Évora
Hired to "Salão Central Eborense" renovation in Évora
# 230
ateliermob - arquitectura, design e urbanismo lda.
[PT]
Plataforma multidisciplinar de desenvolvimento de ideias, investigação e projectos nas áreas da arquitectura, paisagismo, design e urbanismo. É assim que tudo costuma começar. A partir daí trabalha-se tudo o resto. Só é impossível o que não entusiasma, o que não é criativo, o que nos afasta das pessoas.
[saber mais]

[ENG]
Ateliermob is a multidisciplinary platform which develops projects, ideas and research within architecture, landscape, design and urbanism. This is the way it usually starts. From this point, everything is worked out. The impossible is to work on the unexciting, on the uncreative, on what diverges from people needs.
[+ info]
ateliermob @ facebook
International internship program at ateliermob
ligações :: links
ateliermob: What ever happened?


+ videos
Tanto Mar


+ info
subscrever | subscribe

email para actualizações :: email for updates
By Feedburner

tags

# 004 (a)

# 004 (b)

# 009

# 025

# 028

# 030

# 033

# 040

# 050

# 059

# 061

# 068

# 074

# 078

# 094

# 118

# 123

# 151

# 152

# 155

# 156

# 169

# 170

# 174

# 180

# 189

# 194

# 202

# 204

# 237

# 264

# 278

ateliermob at ...

blogue do mês | blog of the month

blogue | blog

conferências online | online lectures

design

divulgação | release

emprego | job

jovens arquitectos portugueses | young p

kidsmob

livros | books

media

música | music

notícia | news

novos arquitectos | new architects

prémios | awards

reflexões | thoughts

video

working with the 99%

todas as tags