blogue do mês :: blog of the month
publicidade :: ads

subscrever feeds

|
pub | ads



tags

# 004 (a)

# 004 (b)

# 009

# 014

# 015

# 016

# 019

# 021

# 023

# 025

# 026

# 027

# 028

# 030

# 031

# 033

# 034

# 039

# 040

# 041

# 044

# 045

# 046

# 047

# 049

# 050

# 052

# 055

# 056

# 057

# 059

# 061

# 062

# 065

# 066

# 067

# 068

# 070

# 071

# 072

# 074

# 077

# 078

# 082

# 088

# 089

# 091

# 093

# 094

# 098

# 106

# 111

# 115

# 116

# 117

# 118

# 120

# 122

# 123

# 125

# 126

# 127

# 128

# 129

# 130

# 137

# 138

# 142

# 146

# 150

# 151

# 152

# 155

# 156

# 157

# 159

# 162

# 166

# 167

# 168

# 169

# 170

# 172

# 174

# 175

# 176

# 177

# 178

# 180

# 181

# 187

# 188

# 189

# 193

# 194

# 202

# 204

# 205

# 213

# 216

# 220

# 221

# 234

# 235

# 237

# 240

# 241

# 242

# 244

# 250

2006 - 2007

2007 - 2008

2008 - 2009

2009 - 2010

2010 - 2011

2011 - 2012

amigos | friends

ateliermob at ...

blogue do mês | blog of the month

blogue | blog

coluna da direita | right column

competitions

conferências online | online lectures

contacto | contacts

design

diagramas | diagrams

direito à habitação

divulgação | release

emprego | job

entrevista | interview

equipa | team

filmes | movies

jovens arquitectos portugueses | young p

kidsmob

livros | books

media

música | music

notícia | news

novas práticas | new practices

novos arquitectos | new architects

prémios | awards

press release

projectos | projects

reflexões | thoughts

sobre | about

sondagem | poll

video

working with the 99%

workshops

todas as tags

arquivos :: archives

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

ajudas | support
Site Meter



Terça-feira, 7 de Julho de 2015
ateliermob, às 09:08 | comentar :: comment | 2015.07.07

 

 

 

d´ana hoje.jpg

 

[PT] Chegou-nos este texto do nosso colega José Veloso com um pedido de divulgação. A primeira fotografia vinha anexa ao texto, a segunda circula nas redes sociais.

A Baía de Lagos sempre foi uma maravilha. Para quem anda no mar, dele tirando o sustento, dele buscando refugio, ou nele encontrando prazeres. No centro, estende-se o areal da Meia Praia, livre e aberto. No lado ocidental, a Costa d´Oiro, desde Lagos até à Ponta da Piedade, encanta pela beleza natural.
Um dia, desconhecem-se os antecedentes e os motivos, alguém, ministerial, decidiu melhorar a Costa d´Oiro. Olhou, e viu a praia da D´Ana. Uma estreita faixa de areia encostada ao recatado fundo dum recesso das falésias e por elas enquadrada, uma pequena jóia ambiental e paisagística, delicado fruto da acção da natureza, respeitada e admirada como o ex-libris orgulho de Lagos.
Por todo o mundo, os conhecedores chamavam à praia da D´Ana uma das mais belas, senão mesmo a mais bela, praia do mundo, de Portugal certamente. Poetas, jornalistas, artistas plásticos, escritores, sentiam-se seduzidos, espelhavam o seu encantamento em expressões imorredoiras, fotógrafos de apurada sensibilidade divulgavam enquadramentos deslumbrantes.
No entanto, o acesso, maltratado pela indiferença e incúria, está por lanços de escada provisória de madeira, atravessando as ruínas e o abandono dos restos de demolições, o troço de falésia junto exigia tratamento da erosão causada pelas chuvas, um cano supostamente destinado a excesso de águas pluviais, acontecia despejar esgoto mal cheiroso.
Mas corrigir isto, não está previsto na obra em curso. São quase 2 milhões de euros e o areal vai ser alargado à grande, com mais 40 metros, vai subir 4 metros, vai ficar muito, muito, melhor. Vão caber largos montes de turistas e banhistas, vão caber 3 concessões balneares, vão caber filas repetidas de toldos de preferência com ar tropical, abrigando perfeitos alinhamentos de cadeiras de plástico de estender, vai ser uma praia moderníssima, de 5 ou mais estrelas. Vai passar a ser tal e qual como a mais banal praia do mais indiferente local das mais vulgares revistas interessadas em viagens turísticas tipo pacote tudo pago. Outros olhos dirão que vai ser a estúpida pedra falsa, no colar de pérolas autenticas da Costa d’ Oiro.
Ter-se-ia esperado que as autarquias locais, tomando conhecimento da intenção de levar a cabo esta, como facilmente se imagina, inteligentíssima, oportuníssima e utilíssima obra, teriam movido céus e terra, acompanhando as manifestações populares, para esclarecer a insensatez e orientar aquela verba para a necessária beneficiação dos acessos e envolventes.
Mas não. A Câmara Municipal, pela voz da impositiva maioria absoluta PS, dá o aval. Dá o indecoroso espectáculo da atitude primária de concordar sem apresentar fundamentação cultural, técnica e socialmente sustentada, face à expressão de válidas opiniões e argumentações contrárias.
Prefere dizer adeus à praia da D`Ana, tesouro público que herdou e vê destruir.

José Veloso (Julho 2015)

 

11060248_819888884772896_576290932078904944_o.jpg

 



3 comentários:
De beto a 8 de Julho de 2015 às 11:46
Que exagero ! Pior era não terem feito nada !


De Sónia Mendes a 9 de Julho de 2015 às 17:35
Nem acredito no que estão a fazer à praia.... já há muitos anos que para lá vou passar o verão,e era uma praia lindíssima, tanto que era reconhecida mundialmente. E agora pergunto, porquê? Porque estão a fazer estas obras? Durante tantos anos deu para todos os que queriam ir para lá, será que só agora tornou-se pequena? Conseguem destruir tudo o que é bonito, que país triste....


De Skl a 9 de Julho de 2015 às 19:56
O melhor era nao ter feito nada e deixar a agua destruir a praia. Acredito que este sr gostava da praia mas nao fazer nada e sempre mais facil


Comentar post

_ Prémio Excelência 2016 - Reabilitação


ateliermob - arquitectura, design e urbanismo lda.
[PT]
Plataforma multidisciplinar de desenvolvimento de ideias, investigação e projectos nas áreas da arquitectura, design e urbanismo. É assim que tudo costuma começar. A partir daí trabalha-se tudo o resto. Só é impossível o que não entusiasma, o que não é criativo, o que nos afasta das pessoas.
[saber mais]

[ENG]
Ateliermob is a multidisciplinary platform which develops projects, ideas and research within architecture, design and urbanism. This is the way it usually starts. From this point, everything is worked out. The impossible is to work on the unexciting, on the uncreative, on what diverges from people needs.
[+ info]
ateliermob @ facebook
International internship program at ateliermob
ligações :: links
ateliermob: What ever happened?


+ videos
Tanto Mar


+ info
subscrever | subscribe

email para actualizações :: email for updates
By Feedburner